Enxaqueca e o calor

Os dias quentes pioram a crise?

Quem já sofre do problema pode ver as crises aparecerem com mais frequência nos dias quentes. 
Entenda a razão.

Importante chamar a atenção para um fato: quem sofre do problema nem sempre busca ajuda. 
As pessoas tendem a interpretar as crises como episódios isolados, associando-as a comportamentos, 
ingestão de certos alimentos e outros fatores, como o calor.

De fato, esses são alguns gatilhos para enxaqueca. Mas eles só fazem eclodir um problema já existente, 
e que pode ser tratado. Tomar um analgésico sem orientação médica e esperar passar é um grande erro, 
porque não trata a origem da dor e o uso excessivo de medicações ainda pode piorar o quadro.

O clima quente pode, realmente, aumentar a frequência de crises, por conta da desidratação decorrente dele. 
Por isso, além de ser uma medida geral de saúde, estar hidratado tem importância redobrada para quem vive com dor de cabeça.

Vale ressaltar, também, que maneirar na exposição solar, beber água e resfriar a cabeça com compressas 
de água fria são medidas que podem aliviar os sintomas das crises de enxaqueca.